quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Redes e Escritores


Franciele Demarchi*

Quando você acessa sua conta no Facebook, Twitter ou qualquer outra rede social, já deve ter visto frases, citações e trechos de diversos autores publicados nos perfis.  

Citações viraram febre e todos os dias novos perfis fakes de personalidades da Literatura e da música, como Caio Fernando Abreu, Clarice Lispector, Bob Marley, Renato Russo, entre outros, surgem. Perfis que são diariamente atualizados - além do número de seguidores e de pessoas que curtem crescer a cada dia.

"As redes sociais são uma forma de literatura, é uma nova forma de escrever, e você é obrigado a ser mais objetivo e sintético" comentou Paulo Coelho, em uma entrevista sobre as redes. O autor ainda revelou que não tem nenhum projeto de livro para 2012  e que tem usado o Twitter e o blog pessoal para escrever.

Ainda há escritores que resistem a entrar nessa comunicação de redes sociais. Um exemplo é a declaração que Sara Sheridan no site do jornal inglês “The Guardian”, “Me entristece ver esses escritores – comunicadores profissionais – ficarem distantes de um meio que clama por suas habilidades e que é, comprovadamente, a melhor forma de comunicação com os leitores”, escreveu ela.

Frases bonitas, que demostram sentimentos, elogiam, criticam ou que são indiretas são cada vez mais vistas nas redes sociais. Esse acesso gratuito e superficial aos escritores, que as redes sociais proporcionam, podem tornar os nomes conhecidos,. Mas é importante que uma frase não substitua uma boa leitura da obra completa do autor. 




*Franciele Demarchi é acadêmica do VI nível do curso de Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo da UPF.

Folha digital

Franciele Demarchi*

Um novo mundo onde a folha de papel está em segundo plano, e entrando nesse contexto surgem novos segmentos para a leitura, entre eles esta o ebook, uma abreviação de ‘eletronic book’ ou ‘livro eletrônico’. A diferença mais notável entre o ebook e os livros é, justamente, a digitalização. Livros em formato digital, não mais em folhas de papel.

O livro em ebook pode ser lido na tela de um computador, de um laptop, ou de aparelhos, próprios para o eBook Reader. Os dois padrões de ebooks mais conhecidos são o Adobe Reader, da empresa ADOBE que é o formato utilizado nos ebooks ABC-COMMERCE, e o Microsoft Reader da Microsoft.

Apesar de ter esta dimensão digital, o ebook, assim como os livros tradicionais, são protegidos pelas leis de direitos autorais. Assim eles não podem ser alterados, plagiados ou comercializados sem a autorização do autor.

Por ser de forma digital, a principal vantagem do ebook é a portabilidade, a rapidez para transmissão rápida por meio da Internet,. Outra vantagem é o preço, como seu custo de produção e de entrega é baixo, um ebook pode custar quase 50% menos que um livro impresso.

Mas relacionando sustentabilidade entre os livros e o ebook, temos vantagens e desvantagens de ambos os lados. Veja no video a seguir:


Fonte: TecMundoYouTube


*Franciele Demarchi é acadêmica do VI nível do curso de Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo da UPF.

Crianças e suas “impressões digitais”

*Suelen Boeira
Está cada vez mais explícita a preferência das crianças por computadores, celulares e aparelhos tecnológicos super modernos. A consequência disso é a precariedade da leitura. Esse leque de opções faz com que os leitores infantis frequentem cada vez menos uma biblioteca e acabem optando por abrir mão do hábito da leitura.

Foto: Google Imagens.
É preocupante e animador. Mas as pesquisas mostram que crianças de todas as partes do mundo vem deixando os livros de lado e interagindo cada vez mais no meio tecnológico. Hoje em dia é comum ver os pequenos com celulares nas mãos em lugares públicos, o que deve ser monitorado pelos pais, já que, os aparelhos servem como uma forma de proteção e perigo ao mesmo tempo. A maioria dos responsáveis prefere que os filhos tenham celular como meio de defesa, caso sintam-se ameaçados. Porém, nem todos estão aptos a utilizar o aparelho e podem acabar sendo alvo de marginais.

Quando questionadas sobre o que gostam de fazer nas horas vagas, ou sobre o que gostariam de ganhar de presente, a opinião das crianças é praticamente unânime. E não é difícil entender o porquê, tendo em vista que as novas tecnologias proporcionam infinitos métodos de distração e divertimento, inovando de uma maneira cada vez mais acelerada e fazendo com que os livros sejam esquecidos nas prateleiras, acumulando pó sob o conhecimento. 



Leia mais.

*Suelen Boeira é acadêmica do VI nível do curso de Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo da UPF.

Composição das letras sob um olhar tecnológico

Suelen Boeira*

Foto: Google Imagens.
Com o surgimento do Kindle e aplicativos similares que possibilitam a leitura digital, inúmeras opiniões foram expostas a respeito desses novos métodos. Sempre vão existir aqueles que defendem a ideia de que nada substitui o livro no papel, os que defendem o avanço da tecnologia e as facilidades que ela proporciona e ainda os que usufruem dos dois métodos.
Para quem deseja experimentar essa nova maneira de ter acesso a seus livros preferidos, mas acredita que não vale a pena investir num Kindle, tem a opção do tablet, que oferece muitas outras funcionalidades, sem perder na qualidade da leitura.

O Kindle, da Amazon, ganha pontos com quem quer realmente algo parecidíssimo com o livro de papel, disponibilizando telas bem elaboradas para evitar irritação nos olhos.


Você precisa interromper a leitura digital no smarthphone, mas tem a possibilidade de retomá-la pelo mesmo aplicativo no computador, por exemplo. Além do Kindle, o iBooks, da Apple, também tem a disponibilidade de acesso a compra e leitura digital. O que deixa a desejar, infelizmente, é a realidade brasileira. No nosso país, os internautas não tem muitas opções de livros em português e ainda precisam enfrentar restrições impostas por livrarias do exterior. Porém, aplicativos como o Kobo, o Kindle e o iBooks oferecem formas de pagamentos mais flexíveis. Provavelmente os demais devem seguir o exemplo desses e submeterem-se a essas facilidades.


Abaixo, exemplos de aplicativos gratuitos:
- Google Books: funciona ainda somente nos Estados Unidos, mas conta com um acervo diverso e bem distribuído. Promete ser uma maneira de domínio da Apple e da Amazon.
- Kindle: agrupa funções do e-reader homônimo. Possibilita que o leitor faça anotações e consulte o dicionário enquanto lê, salva o progresso de leitura e armazena e-books para ler em diversas plataformas.
- Kobo: um misto da biblioteca de e-books e uma loja (com exceção dos sistemas da Apple) e ao recurso Reading Life, permitindo que o leitor compartilhe o que está lendo nas redes sociais.
- Nook: ainda não está disponível no Brasil e é caracterizado por ser o principal concorrente no ramo da livrarias virtuais. A Barnes & Noble inovou com um programa semelhante ao Kindle, além de um tablet próprio.
- iBooks: possui uma loja virtual integrada ao sistema de leitura e com isso, o aplicativo da Apple salta na frente sobre os demais. O ponto negativo é a falta de suporte a aparelhos com android.
- Saraiva Digital Reader: os livros podem ser lidos em PDF e ePub, disponível no site da livraria Saraiva, o acervo de livros digitais em português conta com bons lançamentos, deixando a desejar na oferta de livros mais antigos.

Saiba mais.

*Suelen Boeira é acadêmica do VI nível do curso de Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo da UPF.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Tecnologia já possibilita empréstimo de livros digitais


Jamile Trichês*

Os E-books vêm ganhando espaço significativo, conquistando todos os que apreciam uma boa leitura.  
No início deste mês, a Amazon lançou uma grande novidade para os adeptos desta tecnologia: Uma biblioteca digital, através da qual, usuários de Kindle podem fazer empréstimos de mais de 5.000 títulos digitais. Dentre as obras disponíveis, ao menos 100 fazem parte da lista dos melhores do jornal americano, The New York Times. Para utilizar o serviço, o usuário precisar se tornar um assinante. O valor do pacote é de 79 dólares por ano. Não há limite de tempo para permanecer com o e-book no dispositivo, mas somente será possível emprestar um livro de cada vez e um título por mês. 

Foto: reprodução Amazon
Russ Grandinetti, vice-presidente para conteúdo no Kindle afirmou, durante a apresentação do produto, que o Kindle Owners’ Lending Library é um ótimo benefício para os donos do leitor digital e uma incrível oportunidade para os autores e editoras. "Com o lançamento esperamos atingir três resultados imediatos: as pessoas lerão mais, a receita das editoras irá aumentar e os autores receberão mais por conta dos royalties", colocou.  

Ao menos no início, o recurso de empréstimo só estará disponível nos Estados Unidos. Entre os títulos da biblioteca da Amazon estão Moneyball: The Art of Winning an Unfair Game e The Big Short and Liars’ Poker, ambos de Michael Lewis, The Hunger Games, de Suzanne Collins, e Water for Elephants, de Sara Gruen.

O novo programa só poderá ser acessado através do Kindle. Isso significa que não será possível emprestar livros por meio de aplicativos para iPhone, iPad, Android ou PC, o que é realmente uma pena, visto que são alguns dos aparelhos mais procurados pelos consumidores. 


*Jamile Trichês é acadêmica do VI nível do curso de Jornalismo da UPF

Pesquisa aponta preferência por livro infantil digital


Jamile Trichês*

O mercado de livros infantis está em expansão no País. Uma amostra disso pôde ser vista na última Jornada de Literatura de Passo Fundo, quando os exemplares mais vendidos foram os de histórias em quadrinhos de Maurício de Souza.

Um levantamento feito no ano passado, realizado pela Associação Nacional de Livrarias (ANL), mostra que o setor teve um crescimento de 9,6% em relação a 2009, sendo responsável por 15% do faturamento das livrarias.

Foto: Google Imagens
E qual é o perfil dos leitores desse mercado? Um estudo piloto inédito realizado pela Callis Editora e pela MDC Online, empresa de marketing de relacionamento, durante a 15° Bienal do Livro do Rio de Janeiro em setembro deste ano, apontou que 70,83% dos consumidores gostariam que os livros infantis estivessem disponíveis na versão digital. Desse total, 47% em tablets e celulares, 30,2% em computadores e 18,8% em lousas digitais. 

A pesquisa mostra também que a internet já é uma importante fonte de pesquisa. Mais de 37% dos leitores usam os sites e as redes sociais na busca por novidades do mercado editorial. Percentual empatado com a busca realizada em livrarias.

Foto: Cris Jaqueline
“A ideia do estudo foi conhecer o perfil dos leitores, principalmente, no que tange aos meios digitais”, explicou Miriam Gabbai, diretora da Callis Editora. “O resultado da pesquisa mostra que é necessário investir no desenvolvimento de ferramentas e aplicativos digitais para a leitura”, completou. 

É claro que o resultado não é unânime. Pais mais conservadores e menos ligados às tecnologias ainda são adeptos do livro tradicional, no papel mesmo. “Eu não sou fã desses meios diferentes. Acredito que um livro deve ser palpável, a criança tem que sentí-lo ali. Só assim irá se tornar algo agradável e despertar a criatividade”, propõe Juliana Andreis, mãe da pequena Ana Júlia, de 9 anos. 

Apesar dos livros impressos ainda fazerem sucesso no meio infantil, os avanços tecnológicos estão, de maneira lenta, diminuindo este espaço.


*Jamile Trichês é aluna do VI nível do curso de Jornalismo da UPF

Tecnologia na sala de aula


Cassiane Seben*

A lousa digital interativa é um recurso multimídia criado para que os  professores tornem as aulas mais dinâmicas e interessantes. E está se tornando realidade nas escolas da região. Na cidade de Carazinho, foram adquiridas sete lousas, que já estarão a disposição dos alunos do ensino público municipal no primeiro semestre do próximo ano.


Fonte: google imagens - Exemplo de lousa interativa


O secretário de Educação e Cultura de Carazinho, Jairo Martins, conta que a novidade está sendo muito bem aceita por professores e alunos.“Já estamos fazendo experimentações pois é algo novo, tanto para os alunos quanto professores, que terão que aprender a manusear os equipamentos. Mas o resultado está sendo ótimo. As crianças ficam impressionadas ao ver tudo o que a tela pode fazer”, comenta.

Utilizando uma caneta especial pode-se escrever na tela e operar qualquer software que esteja em funcionamento, fazendo com que o professor possa atribuir anotações sobre tudo o que estiver sendo projetado, capturar exemplos na Internet, mostrar imagens e vídeos, realizar experimentos simulados e muito mais.

Martins ainda acrescenta que essa inovação vai incentivar as crianças ao estudo. “Acreditamos que essa é mais uma forma de incentivarmos os estudos e a leitura às crianças. Hoje eles têm tecnologia por toda a sua volta. É importante que o aprendizado também utilize essa ferramenta como formula de estímulo”, destaca.

Confira ainda um vídeo que fala da tecnologia da lousa interativa:



*Cassiane Seben é aluna do VII nível de Jornalismo da UPF.

Uso de livros virtuais vem crescendo


*Cassiane Seben

O e-book (livro eletrônico) é um livro que apresenta o formato digital, ele utiliza como seu suporte computador, celular, deixando para trás o papel. Segundo dados informados pela organização Open E-book, as vendas mundiais de e-books crescem em 46% no primeiro semestre desse ano.

(google imagens)
Segundo Tiago Rosado que trabalha com tecnologia, a vantagem do e-book está na sua portabilidade e em seu custo, que é mais em conta. “Um livro eletrônico possui muitas vantagens em questão de valores, pois não precisa dos suportes básicos como transporte, armazenamento e impressão. Portanto a compra é mais rápida e o valor é em torno de 50% inferior aos livros impressos", comenta.

Vale lembrar que os livros virtuais também têm leis autorais, as quais impedem a cópia e alteração no material. De acordo com Rosado, os livros são encontrados em diversos formatos para download, como, .pdf, .doc, .odt, .txt, .lit e .opf; entre outros.



*Cassiane Seben é aluna do VII nível de Jornalismo da UPF.



quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Moda Poá


*Jéssica Fontana Favaretto

Foto: Roberto Biluczyk
A estampa Poá foi símbolo dos anos 50, representava elegância e feminilidade e está de volta em todas as cores e tamanho, dando um estilo vintage ao look. No entanto, no passado a estampa cobria detalhes dos looks e agora ela cobre a peça inteira.

Aqueles que não curtem as peças que remetem ao passado também podem abusar das bolinhas porque elas são chic e sexy, mas é preciso ter cuidado para não ficar careta.

Outra peça que está de volta é a camisa de seda, combinada com a estampa poá que pode ser usada por mulheres elegantes ou despojadas. O branco e o preto garantem o acerto e acessórios podem incrementar o look.

Fonte:Lado Avesso
         Jelly
         Marie Claire

*Acadêmica do VI nível do curso de Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo da UPF

Carros modernos com design antigo

*Jéssica Fontana Favaretto
O que foi moda nos tempos dos nossos pais e avós, aqueles artefatos que nos faziam rir das fotos voltaram. Agora também fazem parte do “nosso” tempo.
Os objetos modernos, mas com design antigo estão sendo uma opção para os consumidores que buscam algo diferente. A moda retrô atinge um vasto leque de produtos, são roupas, sapatos, bijuterias, acessórios, eletrodomésticos e eletrônicos.

Foto: Google Imagens

Os carros também não ficaram para trás. O New Beettle lançado em 1998 sofreu modificações e em 2012 estará a venda no Brasil. O carro será chamado apenas de Beetle e resgatará a alma do antigo besouro. Nos Estados Unidos o carro já foi lançado, por um valor de US$ 18.995,00, parece que a característica “carro do povo” não será resgatada.


Foto: Google Imagens
Outro clássico da Wolkswagen, o Gol que está comemorando 30 anos e a Wolks lançou um modelo para colecionadores, o Gol Vintage. Segundo a Wolks é “uma referência a produtos de forte tradição e personalidade, com características que transcendem o tempo”.  Da mesma forma que o Beetle, essa edição não é carro do povo, custa R$52.180,00.


Foto: Google Imagens
 
A DeLorean Motor Company lançará em 2013 uma versão elétrica do esportivo DeLorean.  A mítica máquina do tempo da trilogia De volta para o futuro é um clássico que agora está fazendo jus ao nome dos famosos filmes estrelados por Michael J. Fox na década de 80. O design de 2013 terá o interior moderno, com revestimento de couro e sistema de alta tecnologia, mas exteriormente manterá o antigo design com as emblemáticas portas estilo “asa de gaivota”. O carro pode alcançar os 200 quilômetros por hora. A máquina que foi sucesso na tela custará entre R$ 90.000,00 e R$ 100.000,00.

Foto: Google Imagens

O campeão no design retrô é o Honda EV-N. O carro foi apresentado no Salão do Automóvel em São Paulo em 2010 como ícone da mais alta tecnologia na qual a montadora japonesa está trabalhando, mas por ironia o carro é retrô até nos protótipos mais tecnológicos.





Fonte: Cinex
            Versão Zero
            Brasil Rota 24

*Acadêmica do VI nível do curso de Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo da UPF

terça-feira, 22 de novembro de 2011

As jaquetas de couro voltaram

Cristian Mattos *

As jaquetas de couro femininas retornaram e estão em alto nas ruas e nas baladas. O couro sempre foi uma peça que chamou a atenção, principalmente com as mulheres, que adoram usar uma roupa confortável e provocante. Além de estar na moda, a jaqueta de couro resolveu inovar,  gerando uma tendência retrô, podendo ser usada com diferentes looks que lembram a moda das décadas passadas.

Customizadas e diferentes, as jaquetas de couro deixaram de ser um artigo de roqueiros e românticos e partem para o sucesso nas baladas. Com meia-calças, jeans, legging, saias, shorts e vestidos, o couro ganha forma sem restrições para combinar. Além dos tradicionais couros pretos, as jaquetas em cores mais leves como os tons pastel e avermelhado também estão revolucionando a forma feminina de se vestir. 

Foto: Google imagens

Foto: Google imagens
E para quem pensava que a moda serviria apenas para o inverno, A estação primavera/verão traz novidade em couros leves e sintéticos, propícios para a temporada. A jaquetas de couro retornaram e por enquanto não há previsão para escondê-las novamente no guarda roupa.


* Cristian Mattos é acadêmico do curso de jornalismo da UPF, nível VI


Aposte nos eletrodomésticos retrô

Cristian Mattos *


Para quem está afim de mudar o ambiente da cozinha, pode se preparar, pois a Brastemp lançou uma linha de eletrodomésticos retrô que promete decorar e ainda por cima dar aquele charme dos anos 50 na sua casa. São fogões e geladeiras vintage, nas cores em preto, amarelo e vermelho. Eletrodomésticos com um estilo antigo, mas com tudo que há de modernidade dos produtor top de linha do mercado.

Foto: Google imagens

Foto: Google imagens


O fogão possui cinco bocas, incluindo a super chama, o timer que desliga o fornecimento de gás após a programação para o cozimento do alimento, alem de estar na tabela de consumo com o conceito A, considerado um fogão econômico. As geladeiras também não ficam para atrás, pois possuem controle eletrônico de temperatura,  sistema frost free que impede que o gelo se forme nas paredes internas da geladeira, e ainda constam com espaço especifico para alimentos congelados e a função de congelamento rápido.

A Brastemp informou que esses são os primeiros eletrodomésticos retrô planejados, em breve a fabricante mudará o estilo de outros cômodos para dar aquele ar antigo no ambiente.

* Cristian Mattos é acadêmico do curso de jornalismo da UPF, nível VI

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

O Xadrez voltou


Arthur Ricardo Calione*

Passa o tempo, mas mesmo assim basta sair à rua para encontrar aquela moda que já estava apagada.

Em alta na moda retrô, peças em xadrez, ao mesmo tempo consideradas sofisticadas e descoladas  encantam, em qualquer tempo, pessoas de todo o globo. Atração talvez exercida por ícones da música nos anos 90, como Nirvana e Pearl Jam.

Em Sananduva a moda pegou: proprietária da Loja Adri Confecções Adriana Frizon conta que nos últimos dois anos de cada três peças vendidas, uma é xadrez - tanto para homens quanto para mulheres - representando mais de 30% do total de vendas. "O xadrez é muito vendido por ser uma estampa fácil de combinar e ideal para qualquer ocasião sport chique", ressalta.





Confira entrevista Marcele Goes "Moda Xadrez para Homens"


*Arthur Ricardo Calione é estudante do curso de jornalismo da UPF.

Cabelos retrô com toque moderno

 Arthur Ricardo Calione
Cassiane Seben*

(Foto: Jamile Trichês)
Está de volta às ruas, passarelas, baladas os antigos cortes de cabelos curtos, volumosos, meio amarrados meio soltos, que estão dando vida à imaginação de muitos cabeleireiros inovadores que vêm buscando  dar à  tendência retrô um toque moderno de cores e luzes que enlouquecem as mulheres, e não só elas, mas  também os homens. 


A cabeleireira Érica Sartori conta que os cabelos estão seguindo a moda retrô, porém, com toque de modernidade, "topetes, coques e gel estão voltando”, comenta. Outra característica que voltou com tudo é o volume: segundo Erica, o cabelo ondulado, com cara de verão, e os rabos de cavalo também devem fazer a cabeça das mulheres na próxima estação.

"Tempos atrás as pessoas se preocupavam muito com o que pensariam se ela cortasse seu cabelo curto, se o pintasse de duas cores, se de repente, com isso, iria ser discriminada. Que bom que isso mudou, quem sabe isso pode ser justificado por alguns artistas famosos também aderirem à moda retrô com este toque de modernidade”. Frase do proprietário do Salão de Beleza Ousar MakeUp, João Lima, especializado em cortes de cabelos inovadores, justifica porque a moda voltou, já que, nos últimos dois anos a idéia de cabelo liso e comprido está em baixa, mulheres  e homens buscam algo diferente, o tradicional quase não é mais lembrado.


Dicas

Érica dá dicas para a composição do visual: "vale descontrair, com acessórios coloridos, e se você quiser se transformar em bonequinha de luxo aposte no visual sem medo e tenha certeza: vai estar com a moda na cabeça”, afirma. 

O blog do Unique-se, traz algumas fotos de artistas renomadas que tem seus visuais super despojados, e que já serviram de estímulo para muitas tendências de moda retrô. Clique aqui e Confira.

O site RetroHair, traz uma matéria para quem está buscando algo diferente no jeito de arrumar o cabelo. Confira as dicas.

O Youtube traz alguns vídeos postados por usuários, com diversas maneiras de fazer em casa seu próprio penteado retrô. 



Nesse vídeo você confere dicas para uma maquiagem adequada para um penteado retrô.


*Arthur Ricardo Calione e Cassiane Seben são alunos do curso de jornalismo da UPF.

Calça pantalona está de volta


*Cassiane Seben

(Foto: Reprodução/Tem dicas)
A pantalona, calça de boca larga ou boca de sino - febre nas décadas de 70 e 80  - está de volta ao guarda-roupa das mulheres. Na época eram vistas como um toque de rebeldia por causa dos hippies e jovens rebeldes que as tornaram conhecidas rapidamente em todo o mundo. Elvis Presley, The Beatles, Tina Tunner e a Jovem Guarda brasileira eram fãs da peça.

Modelo versátil e chique, dá elegância natural ao visual, podendo ser usada por mulheres magras e também para as mais acima do peso.  Estilistas destacam que a calça pantalona não deve ser usada com blusas folgadas: a parte superior do look deve ser justa para equilibrar o excesso de pano inferior. Especialistas ainda dizem que essa moda retrô vem pra ficar por um bom tempo.
Para a estilista Thais Protti, a calça boca de sino é ideal para quem tem bastante quadril.“A gordinha é valorizada pela calça com cintura mais alta, dois dedos abaixo do umbigo e larga no descer da perna, para dar equilíbrio", afirma Thais. Destaca ainda que além do salto alto, que dá um charme a mais na pantalona, a calça também pode ser usada com sapatilhas e rasteirinhas, para um clima mais natural e confortável.

Confira dicas de como usar esse modelo de calça.
 
Confira mais sugestões de como usar a calça pantalona no vídeo abaixo


*Cassiane Seben é aluna do VII semestre de jornalismo da UPF.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Lollapalooza Brasil confirma atrações


Gabriely Santos *

O Festival Lollapalooza comemora duas décadas de existência esse ano com edições fora dos Estados Unidos, como aconteceu em Santiago no Chile em abril. Só que a comemoração não para por aí e o país da vez no ano que vem é o Brasil.

Foto: Google Imagens
O Evento acontecerá no Jockey Club, em São Paulo, nos dias 7 e 8 de abril de 2012. De acordo com o Twitter do organizador do evento, Perry Farrell, bandas como Artic Monkeys e Foo Fighters estão confirmadas como atrações principais, embora isso ainda não seja confirmado.
Outras bandas cogitadas que ainda não confirmaram presença -  o line up do festival só vai sair no final desse mês, embora os ingressos já estejam à venda desde outubro – são: Yeah Yeah Yeahs, Tv On The Radio, MGMT, Jane’s Addiction, Foster The People, Cage The Elephant, Big Audio Dynamite e Skrillex.


O que já foi confirmado por aqui, além dos dois palcos principais e a arena eletrônica ,é um não muito comum mini-festival para crianças e as “lollaparties”, festas que precedem evento principal.




*Gabriely Santos é acadêmica do VI nível de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo da UPF.

Rita Lee desembarca em Passo Fundo no dia 25 de novembro

Mateus Miotto *


Ela já foi a ovelha negra, uma mutante e também um doce vampiro. Rita Lee, a eterna rainha do Rock, pisa pela primeira vez em Passo Fundo em um show que promete. O evento, que acontece no dia 25 de novembro, será realizado no Gran Palazzo, maior casa de shows da região. Os valores para os ingressos bem como a disponibilidade de mesas ainda não foi divulgado. 

Projeta-se um publico de 3 mil pessoas para este que será um dos maiores eventos do Rock N Roll em Passo Fundo.



Pontos de venda de ingressos:
Center Color (Av. Brasil, 844 e Capitão Eleutério,1051)
Meghaton (Rua Morom, 1242, esquina com Fagundes dos Reis)



* Mateus Miotto é acadêmico do VI nível de Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo da UPF.

Nazareth dribla problemas e convence 3 mil pessoas

Mateus Miotto*



Com mais de 40 anos de estrada, a banda escocesa Nazareth se apresentou na noite de ontem (15) em Passo Fundo na casa de shows Gran Palazzo. Inicialmente marcado para as 21h  a banda subiu ao palco por volta das 22h15 min, com a plateia já impaciente. Após 15 minutos de show o pedal da guitarra de Jimmy Murrison travou, acarretando uma pausa de 5 minutos no espetáculo. Experiente, a banda improvisou com Sunshine, que dispensava guitarras enquanto a equipe resolvia o problema. A acústica do local e a má qualidade das caixas de som contribuíram para alguns problemas de microfonia. 


Apesar das intempéries, a banda se saiu muito bem e provou ter competência para lidar com os imprevistos. A Banda Nazareth está realizando sua terceira turnê pelo país, divulgando o seu ultimo álbum, entitulado Big Dogs. A turnê começou no dia 14 de novembro em Chapecó, 15 em Passo Fundo e segue no dia 18  em Curitiba, 19 em Blumenau e encerra no dia 20 de novembro em União da Vitória no Paraná. 

* Mateus Miotto é acadêmico do VI nível de Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo da UPF.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Planeta Atlântida 2012 já tem datas definidas

                                                                          Arthur Ricardo Calione* 




Os inúmeros fãs do imperdível Planeta Atlântida, promovido pela Atlântida FM, podem começar a se preparar porque o evento já está com as datas definidas. Em Florianópolis (SC), o festival de música ocorre nos dias 13 e 14 de janeiro de 2012. Em Atlântida (RS), o evento será nos dias 03 e 04 de fevereiro do ano que vem.
Conhecido por sua enorme diversidade de ritmos, o Planeta Atlântida abre espaço para estilos musicais como o rock, sertanejo e pop, garantindo satisfação total de seu público. Sempre surpreendente em suas atrações, o festival traz os maiores interpretes da música brasileira. Algumas atrações  para 2012 já estão sendo divulgadas por alguns sites.



Fonte: Google Images




A estudante do curso de jornalismo da UPF, Leticia Marchiori, relata que todos os anos vai ao Planeta e espera anciosa pela confirmação de todas as atrações, a sua preferida no festival já tem participação confirmada pela comissão organizadora, é a cantora Ivete Sangalo. Leticia deixa uma dica aos fãs do festival, "corram atrás dos ingressos, pois quando comprei o meu recebi informações de que os primeiros lotes já estavam esgotando".

 

Conforme a comissão organizadora do festival, o Planeta Atlântida prepara fortes emoções para 2012 e promete repetir o sucesso feito pela edição de 2011. As pessoas que comparecerem ao evento poderão aproveitar o que há de melhor na música e também desfrutar dos atrativos do litoral sul, que costuma ficar lotado no mês em que acontece o evento. Os dísputadíssimos ingressos já estão a venda.

*Arthur Ricardo Calione é acadêmico do curso de Jornalismo da UPF.

SWU espera público recorde nesta edição

                                                                                  Arthur Ricardo Calione* 




O fim de semana será repleto de atrações musicais. O mais tradicional festival do planeta realizado no Brasil, o SWU, inicia as suas atividades neste sábado, dia 12, apresentando ao seu fanático público grandes atrações. O festival, que atinge o público de todas as idades, pretende dobrar o número de visitantes neste ano de 2011. De acordo com a organização do evento, em 2010, 165 mil pagantes estiveram nos shows, 15 mil a mais que o esperado.

Diferentes palcos estarão disponíveis para o público, com diversos estilos musicais. O festival pioneiro no projeto de sustentabilidade, traz pautas interessantíssimas sobre como podemos transformar o mundo. 




O SWU se divide entre os dias 12, 13 e 14 de novembro, tendo atrações confirmadas, como Marcelo D2, Snoop Dog, Black Eyed Peas, entre tantos outros shows. Clique aqui para acessar a programação completa dos shows. Para saber mais informações sobre esse mega evento, basta acessar o site do festival. http://www.swu.com.br/


SWU Começa com Você








*Arthur Ricardo Calione, é acadêmico do curso de Jornalismo UPF, VII nível.